terça-feira, 9 de março de 2010

TODA LÍNGUA CONFESSARÁ A DEUS


Toda a língua confessará a Deus


" Para que ao nome de Jesus se dobre todo o joelho, dos que estão nos céus, e na terra, e debaixo da terra. E toda a língua confesse que Jesus Cristo é o Senhor, Para glória do Pai". (Filipenses 2:10-11).

Muitos hoje não crêem que Jesus Cristo é o Senhor, há muitos que até sabem disto mas não confessam que Ele é o Senhor, e acabam não o aceitando como Senhor de suas vidas.
Os homens estão ocupados com muitas coisas. Mas, não em confessar que Jesus Cristo é o Senhor. Talvez que até confessem a um pastor, a um outro líder religioso, ou até mesmo a uma Igreja, mas não confessam que Jesus Cristo é o Senhor.
Talvez que vencidos pela bebida, pelo fumo e por outras drogas e idolatrias que tem se tornado senhores de muitos escravos, mesmo agora no limiar do III milênio, a escravidão está aí acorrentando homens e mulheres de vários seguimentos da sociedade e de vários credos religiosos. Embriagados com os prazeres deste mundo, primam por não confessar que Jesus Cristo é o Senhor de suas vidas. Se não confessares aqui, um dia verás a Jesus, correrás para as cavernas para as brechas da terra, chamarás para que as rochas e montes caiam sobre si, conforme consta no Livro do Apocalipse capítulo 6.
Muitos sentem-se a vontade para confessar os pecados dos outros, confessam os pecados dos padres, confessam os pecados dos pastores, sentem se a vontade para confessar as culpas de todo o mundo, mas nunca se lembra de confessar que Jesus Cristo é o Senhor. Talvez sejam seguidores de seitas, cujos líderes se encontram sepultados, mas naquele dia reconhecerás que Jesus Cristo, o ressurreto é o Senhor dos senhores. No Evangelho de Mateus 12:36-37, consta as seguintes palavras do Senhor Jesus: "Mas Eu vos digo que toda a palavra ociosa que os homens disserem hão de dar conta no dia do juízo. Porque por tuas palavras serás justificados, e por tuas palavras serás condenados.
"Prezado amigo, haverá um dia em que independente de religião ou de qualquer outra coisa, crendo ou não, nós nos encontraremos com o Senhor Jesus para viver a eternidade.A Bíblia nos revela apenas dois lugares onde poderemos passar a eternidade, mas que a escolha tem que ser feita aqui, temos que confessar que Jesus Cristo é o Senhor de nossas vidas aqui.
Temos que desprezar tudo quanto entristece ao Senhor aqui. Temos que desprezar as coisas que são abomináveis aos olhos do Senhor. Temos que oferecer os nossos corpos em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o nosso culto racional. Ou então optaremos por uma eternidade não recomendável.
Confesse hoje que Jesus Cristo é o Senhor de sua vida. Joelhos que agora se encontram até enrijecidos de tanta ociosidade de uma vida extremamente sedentária, ou mais atlético, naquele dia dobrará diante do Senhor dos senhores e Rei dos reis.

Por: Pr. Jorge Albertacci






LIVRES DA MALDIÇÃO ETERNA POR CRISTO JESUS NOSSO SENHOR

Para falar sobre este assunto queremos compartilhar com os irmãos a leitura dos versículos 19 ao 22 do Cap. 10 do livro de hebreus, onde consta o seguinte: Tendo pois irmãos ousadia para entrar no santuário, pelo sangue de Jesus. Pelo novo e vivo caminho que ele nos consagrou, pelo véu, isto é pela sua carne. E tendo um grande sacerdote sobre a casa de Deus. Cheguemo-nos com verdadeiro coração, em inteira certeza de fé, tendo os corações purificados da má consciência e o corpo lavado em água limpa. Privilegiados agora, podemos nos aproximar de Deus, com verdadeiro coração e inteira certeza de fé. Ninguém havia feito isso, desde que Adão e Eva deixaram o Jardim do Édem.Agora restaurados à presença de Deus, temos confiança. O sangue de Jesus Cristo foi derramado para a remissão dos nossos pecados, e onde há remissão, não há mais necessidade de ofertas pelos pecados. Quando uma dívida é paga, nenhum pagamento mais é necessário, o débito não existe mais. Quando um crime é punido conforme a lei, não haverá mais punição. Da mesma maneira agora que nossos pecados fora apagados por meio do sacrifício de Cristo, nós podemos viver sem condenação, sem qualquer tipo de maldição, porque nós fomos lavados pelo sangue purificador de Cristo Jesus nosso Senhor, e de maneira nenhuma poderemos anular o sacrifício vicário de Cristo por nós.Nosso castigo já foi aplicado, Jesus o suportou em nosso lugar. Nunca mais precisamos temer a presença de Deus. Por meio do sangue de Cristo, fomos feitos santos, irrepreensíveis e inculpáveis, Deus tomou a iniciativa e nos redimiu, assim ele pôde legalmente, nos trazer de volta para o Seu lado, salvo, curado, alegre, livre de condenação, livre da maldição, eu diria livre das maldições, a bíblia fala da maldição hereditária, e fala também da maldição que o próprio indivíduo contai, se você aceitar o Senhor Jesus como Salvador, você está agora livre de todas. Ainda que se arregimente o inferno, com todos os demônios contra você, você será vencedor, quero dizer: você será mais do que vencedor, porque Jesus Cristo já venceu por você. Somos membros da Sua Igreja, e ele mesmo disse que as portas do inferno não prevalece contra ela, a igreja não foi comprada com sangue de bodes nem de outro animal, não foi comprada com dinheiro de ninguém, e nem pelos méritos de ninguém, muitos líderes procuram inserir em seu contexto, dogmas, idolatria, anulação a sacrifico vicário de Cristo. Mas a igreja se mantém intacta porque a Igreja foi comprada com o Sangue de Jesus Cristo nosso Senhor, ela é protegida. Com isso nós encontramos o caminho, não estamos mais sozinhos, fomos aceitos por Deus, por meio de Jesus Cristo, ele nos fez aceitáveis para Deus, ele nos purificou e nos santificou, deu a si mesmo para comprar a nossa salvação. Agora vivemos em companheirismo diário com Deus. Ele é a videira e nós somos os galhos, de modo que compartilhamos a mesma a vida. Somos um com Ele. Aleluia! O caminho está aberto para sempre, só não entra por ele quem não quer, quem prefere viver em pecados. Ele disse: Não temas, porque eu sou contigo, não te assombres, porque eu sou o Teu Deus, eu te esforço, e te ajudo e te sustento com a destra da minha mão. Quando passares pelas águas estarei contigo, e quando pelos rios, eles não te submergirão, quando passares pelo fogo não te queimarás, nem chama arderá em ti. O castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados.Nosso Deus agradecidos pelo motivo de o Senhor nos haver aceitados outra vez, nós oramos nesta hora, intercedendo por todos os que ainda não encontraram o verdadeiro caminho, pedimos a Bênção da cura pelos enfermos, a libertação para os que estão com outros problemas. Pedimos alegria para os tristes. Intercedemos também pela radio 88 Fm, pelo seu Diretor o irmãos Edson Albertassi, e por seus familiares. No nome Santo de Jesus nós oramos, Amém.
pastor Jorge Albertacci


E A VERDADE VOS LIBERTARÁ
Para falar sobre este assunto, tomaremos por base o versículo 32 do capítulo 8 do Evangelho de são João, onde consta a seguinte declaração do Senhor Jesus Cristo:
E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.No mundo hodierno, adolescentes, jovens e anciãos tem feito uma grande confusão entre liberdade e escravidão, entre as coisas lícitas e as ilícitas, entre as coisas que convém e as que não convém, entre fazer ou deixar de fazer algo, entre o certo e o errado. Para muitos ser livre, ter liberdade, é usufruir de tudo que o mundo lhes oferece, é fazer o que quer e deixar de fazer o que não. Essas pessoas esquecem de buscar em Deus o discernimento do certo e o errado. E partindo deste princípio, muitos tem mergulhado no mundo das drogas, dos tráficos, do esoterismo e do feiticismo e quando menos esperam, já tornaram-se escravos dos seus vícios e feitos.
Não encontrando forças para libertarem-se de tais correntes, entram em desespero, chegando a pensar que só existe uma saída - o suicídio. Mas graças a Deus que para você que se encontra nesta situação existe uma saída, um escape, um caminho - Jesus Cristo nosso Senhor. Ele tem poder para te libertar completamente, Ele tem poder para transformar a tua vida, para te recuperar e te inserir na sociedade. Jesus Cristo morreu na cruz do calvário para que nós tenhamos vida e vida com abundância, Ele venceu, para que nós vençamos, Ele ressuscitou e um dia todos os que morreram em Cristo ressurgirão em um corpo glorioso para estar para sempre com o Senhor. Se as drogas, o álcool ou qualquer outro produto químico deteriorou o teu organismo, ou se você enveredou-se por seguimentos incorretos e com isto sua fé ficou abalada, você ficou desapontado. Jesus Cristo, aquele que te contemplou ainda quando tu estavas no ventre materno, Ele te recupera, Ele te dará saúde, prolongará os teus dias sobre a terra, e te dará o direito de entrar na Cidade Santa pelas portas.Basta somente você aceitá-lo como único e suficiente Salvador de sua vida. Amém!

Por: Pr. Jorge Albertacci


A Viúva de Naim
Para nossa meditação vamos ler os versículos 11 ao 17 do Capítulo 7 do Evangelho de Lucas, Onde consta a seguinte mensagem: E aconteceu poucos dias depois ir Ele à cidade chamada Naim, e com Ele iam muitos dos Seus discípulos, e uma grande multidão. E quando chegou perto da porta da cidade, eis que levavam um defunto filho único de sua mãe, que era viuva, e com ela ia uma grande multidão da cidade. E vendo-a o Senhor, moveu-se de íntima compaixão por ela, e disse-lhe: Não chores. E, chegando-se, tocou o esquife, e os que o levavam pararam, e disse: Mancebo, a ti te digo: Levanta-te. E o defunto assentou-se, e começou a falar. E entregou-o a sua mãe. E derrepente, deparamos com um enterro, que se aproximava. Enterro de um jovem, filho único, de uma mãe viuva, que chorava muito. Esse filho morto, era a última esperança daquela mãe, certamente, seria ele, que em sua velhice, lhe traria o consolo, e até mesmo recursos para sua sobrevivência. E ali estava ele, seu corpo morto dentro de um caixão, levado pelos amigos, para o cemitério. E vale até ressaltar que os amigos por melhores que sejam, eles somente podem ajudar até ao cemitério. E eis que o enterro se aproxima de Jesus. Os olhos do Mestre, alcançaram os olhos tristes e aflitos daquela mulher que chorava, por ver seu filho morto. Talvez que depois de prolongada doença, de esperanças que desvaneceram, de recursos que se esgotaram, Talvez que depois de várias noites passadas em claro no silêncio das madrugadas.E os olhos de Jesus alcançaram o coração triste daquela mulher. E relata o texto, que Jesus compadeceu dela, e movido de íntima compaixão, determinou, que parassem o enterro. E agora um enterro parado em plena via pública, Jesus ordena que o caixão seja aberto, (Um Paradoxo?) todavia, não houve protesto algum. Apenas aquela voz cheia de autoridade e amor. Levanta-te, chamou-o a vida e o entregou a sua mãe.E em seguida a recomendação: não chores, aquela multidão extasiada guardava o mais profundo respeito. Eu quero em nome de Jesus, confortar o seu coração agora, dizendo-lhe que Jesus Cristo e o mesmo: Ontem, hoje, e eternamente, deixe Ele mirar os teus olhos. Deixe-o contemplar o teu coração, permita que Ele tome parte nas tuas alegrias, ou quem sabe, enxugue as lágrimas dos teus olhos. Renda a Ele agora, fixe nEle, conte para Ele onde é que está a tua dor, receba nesta hora a unção do Céu, receba o bálsamo de Deus, receba a cura, saia desta depressão em nome de Jesus. Reconheça que Ele levou sobre Sí as nossas dores e as nossas enfermidades. Ele é o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo.
Por: Pr. Jorge Albertacci


A Restauração do Homem Pecador
A doutrina da salvação (da restauração do homem pecador) está entre as mais gloriosas que encontramos nas Sagradas Escrituras.
Na presciência divina, ao criar o homem, Deus estabeleceu um propósito salvador, baseado em Sua justiça e em Seu amor. Dada a amplidão da doutrina da salvação, quero com a ajuda do Espírito Santo, deter-me em mostrar o plano de salvação através do ensino do apóstolo Paulo na sua carta aos Romanos. Destacando três pontos:1. A provisão divina da graça de Deus : Em Romanos capítulo 3 e versículo 24 está escrito: Sendo justificados gratuitamente pela Sua graça, pela redenção que há em Cristo Jesus. A Santa Bíblia nos ensina, que a graça de Deus é o Seu favor para o pecador, independentemente de merecimento. Por isso o pecador é justificado gratuitamente, é de graça. Não que Deus tenha mudado em relação à operação de Sua justiça, ou que se tenha tornado indiferente para com o pecado. Sua justiça é imutável contra o pecado, mas ela é assessorada pela Sua misericórdia, isto é, pela Sua graça. (Ef. 2:1-9).2. A expiação feita por Jesus: Em Romanos 3:25, diz: Ao qual Deus propôs para propiciação pela fé no Seu sangue, para demonstrar a Sua justiça pela remissão dos pecados dantes cometidos, sob a paciência de Deus. No sangue de Jesus está a base, a causa da justificação. O autor da carta aos Hebreus escreveu no capítulo 9:22. Sem derramamento de sangue não há remição - Nossa remissão veio através do sangue do Senhor Jesus, vertido no Calvário. 3. A restauração do homem pela fé em Cristo: A Bíblia diz em Romanos 3:28 : Concluímos pois, que o homem é justificado pela fé sem as obras da lei. Os judeus exigiam a justiça da lei e nem por isso resolveram a questão dos seus pecados. Era necessária a justiça mediante a fé conforme Filipenses, 3:9, e não a justiça das obras.Fé, significa aceitar com plena confiança o sacrifício justificador de Cristo. Fé significa reconhecer que Jesus é o Senhor que salva e que fora dEle não há salvação.Como restaurar o homem de seu estado caído? Que apresentaria o pecador por sua restauração? Que preço pagaria o pecador por sua salvação? Nada, absolutamente nada de si mesmo.Por isso o próprio Deus planejou o soerguemento moral e espiritual do homem com um plano especial, baseado na Sua graça e no sangue expiador de Cristo Jesus nosso Senhor. Quero concluir este assunto citando os versículos 8 e 9 do capítulo 2 da carta de são Paulo aos Efésios: Porque pela graça sois salvos, por meio da fé, e isso não vem de vos, é Dom de Deus. Não vem das obras, para que ninguém se glorie.
Por: Pr. Jorge Albertacci

A Doutrina da Regeneração
Para falar sobre este assunto, tomemos por base o versículo 18 do capítulo 1 da Carta de São Tiago, onde temos a seguinte mensagem: Segundo a Sua vontade, Ele nos gerou pela palavra da verdade, para que fôssemos como primícias das Suas criaturas. Regeneração é o ato divino pelo qual a criatura humana experimenta uma radical mudança interior. Trata-se de uma experiência íntima e profunda em conjunto com o arrependimento. Regeneração quer dizer: Tornar a ser gerado, ganhar nova vida, reconstrução, reorganização, revivido. Esta palavra é oriunda do grego: Paligenesia que literalmente significa o retorno das coisas ao seu primitivo estado, porém, nas Escrituras Sagradas refere-se a regeneração do homem pecador, isto é, o novo nascimento, a nova criação. A regeneração operada pelo Espírito Santo de Deus no pecador é um mistério.A mente natural inquieta-se e não é capaz de entender facilmente. Mas as diferentes maneiras e expressões que a Bíblia usa para nos explicar este milagre, abrem caminho para um mais fácil entendimento. Assim como entramos para o mundo natural através da porta do nascimento, a porta da salvação é a experiência da regeneração. Temos que nascer de novo da parte de Deus para alcançar a certeza, o direito, a posse da vida eterna. Em Adão somos nada mais nada menos que uma raça de pecadores rebeldes à vontade de Deus. Em Cristo nascemos de novo como participantes da natureza divina que anela as coisas lá de cima onde Cristo está assentado à direita de Deus, mas esta sintonia, este apelo, este apelo pelo céu só é mantido quando o crente permite mais e mais o Espírito Santo controlar todas as áreas de sua vida, todas a fibras do seu ser. Ai sim, o Espírito Santo pode agora operar o processo da regeneração. Não está simplesmente no indivíduo dizer: Parei de beber, parei de fumar, ou nunca bebi e nunca fumei, sou um religioso nato, nunca roubei, não, isto não quer dizer nada, isto não é o suficiente. Jesus precisa agir na vida do homem, nos sentidos gerais como corpo, alma e espírito, precisamos fazer uma entrega total para Cristo, sem reservas de domínio. No nascimento humano trazemos a semelhança dos nossos pais segundo a carne, no novo nascimento devemos revelar pelo nosso testemunho a nossa nova origem espiritual em Deus. Através do nascimento nos tornamos membros de uma família terrena. Enquanto que pela regeneração tornamo-nos membros da família de Deus (Efésios 2:19).O primeiro nascimento nos permite um registro nos cartórios da terra. Pelo novo nascimento, nosso nome se inscreve no Livro da Vida, não na terra mas no céu e o oficial desse registro é o próprio Senhor Jesus, precisamos estar registrados ali. A Bíblia descreve o pecador como sendo desobediente, extraviado, concupiscente, imundo e além de imundo doente. Para ser curado e liberto de tantas impurezas, carece o pecador de uma profunda lavagem espiritual. Assim como Naamã precisou de lavar-se sete vezes nas águas do Rio Jordão, o pecador necessita de lavar-se totalmente nas águas cristalinas e espirituais do rio da graça de Deus, e também no sangue do Cordeiro. A lavagem espiritual que Deus aplica ao pecador extraviado é de caráter total, abrangendo todo o seu ser: Espírito, alma e corpo. Até os bens, as coisas pertencentes ao crente em Jesus, a saúde são alcançadas pela conversão. As coisas velhas já se passaram, aquelas seqüelas do pecado, aquelas doenças hereditárias, doenças históricas, que são verdadeiras pragas que acompanham as famílias durante a vida, doenças novas que aparecem em conseqüência de uma vida desajustada diante de Deus, são coisas velhas que passam, que ficam para trás. A Bíblia ensina no Salmo 103:3 que é Ele (Deus) quem perdoa todos os nossos pecados e sara todas as nossas doenças, isto quer dizer que a cura da alma do recém-nascido em Cristo vai andar paralela com a cura do corpo físico. A essência da regeneração é uma nova vida em Cristo Jesus nosso Senhor, concedida por Deus o Pai. Não existe nenhum método humano capaz de regenerar uma criatura, arrasada pelos vícios, pelas doenças, todos os métodos são divinos, são de Deus, promovidos por ele.Você que está preso (encarcerado), triste por haver perdido a sua liberdade, tome ciência de uma coisa, nem a prisão nem a soltura é capaz de fazer de você uma nova criatura, mas se você decidir-se ao lado de Jesus de verdade mesmo, agora mesmo ai onde você está, você poderá desfrutar de uma vida nova, o Espírito Santo pode fazer uma obra na sua vida que as suas tristezas se transformem em alegrias, e você passa até a dizer Ah! Senhor Jesus obrigado por ter me colocado aqui, se o Senhor me colocou aqui é porque o Senhor tem algo para ser feito através de mim aqui dentro, e você começa a sentir um alívio, e Jesus pode até te batizar com o Espírito Santo hoje mesmo, decida a ele, esqueça do mundo, confesse a Ele agora, renasça hoje, sê uma nova criatura a partir de agora, bendiga os teus inimigos, esqueça a violência, sê manso, chore nos pés de Jesus.
A doutrina da regeneração é de Deus é bíblica, e Deus quer fazer de você uma nova pessoa, sã e salva, Glorifique o nome do Senhor agora, diga para ele Senhor a partir de hoje eu sou teu e bem como todas as minhas coisas também são tuas, sinta a presença de Deus, tenha paz, tenha saúde, tenha alegria no teu coração, Deus não te fez para ser um depósito de enfermidades, Deus não fez o teu coração para ser um depósito de angustia, de tristeza, mas é necessário que você se interesse por sua bênção. Deus abençoe a todos em nome de Jesus, Amém.

Pastor Jorge Albertacci


E a Verdade vos Libertará
Para falar sobre este assunto, tomaremos por base o versículo 32 do capítulo 8 do Evangelho de são João, onde consta a seguinte declaração do Senhor Jesus Cristo:
E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.No mundo hodierno, adolescentes, jovens e anciãos tem feito uma grande confusão entre liberdade e escravidão, entre as coisas lícitas e as ilícitas, entre as coisas que convém e as que não convém, entre fazer ou deixar de fazer algo, entre o certo e o errado. Para muitos ser livre, ter liberdade, é usufruir de tudo que o mundo lhes oferece, é fazer o que quer e deixar de fazer o que não. Essas pessoas esquecem de buscar em Deus o discernimento do certo e o errado. E partindo deste princípio, muitos tem mergulhado no mundo das drogas, dos tráficos, do esoterismo e do feiticismo e quando menos esperam, já tornaram-se escravos dos seus vícios e feitos.
Não encontrando forças para libertarem-se de tais correntes, entram em desespero, chegando a pensar que só existe uma saída - o suicídio. Mas graças a Deus que para você que se encontra nesta situação existe uma saída, um escape, um caminho - Jesus Cristo nosso Senhor. Ele tem poder para te libertar completamente, Ele tem poder para transformar a tua vida, para te recuperar e te inserir na sociedade. Jesus Cristo morreu na cruz do calvário para que nós tenhamos vida e vida com abundância, Ele venceu, para que nós vençamos, Ele ressuscitou e um dia todos os que morreram em Cristo ressurgirão em um corpo glorioso para estar para sempre com o Senhor. Se as drogas, o álcool ou qualquer outro produto químico deteriorou o teu organismo, ou se você enveredou-se por seguimentos incorretos e com isto sua fé ficou abalada, você ficou desapontado. Jesus Cristo, aquele que te contemplou ainda quando tu estavas no ventre materno, Ele te recupera, Ele te dará saúde, prolongará os teus dias sobre a terra, e te dará o direito de entrar na Cidade Santa pelas portas.Basta somente você aceitá-lo como único e suficiente Salvador de sua vida. Amém!

Por: Pr. Jorge Albertacci


Reconhecendo a Jesus como o Senhor dos senhoresOséias 6:3
Conheçamos e prossigamos em conhecer o SENHOR: como a alva, será a sua saída; e ele a nós virá como a chuva, como chuva serôdia que rega a terra. 1. Quando Ele pregava, havia um questionamento entre eles: (Jo 7:40-43)
"Então, muitos da multidão, ouvindo essa palavra, diziam: Verdadeiramente, este é o Profeta. Outros diziam: Este é o Cristo; mas diziam outros: Vem, pois, o Cristo da Galiléia? Não diz a Escritura que o Cristo vem da descendência de Davi e de Belém, da aldeia de onde era Davi? Assim, entre o povo havia dissensão por causa dele". Era o último dia da festa dos Tabernáculos que durava sete dias (Lv 23:34), era um festival de ajuntamento do povo (Êx 23:16; 34:22). Era uma das três grandes festividades de peregrinação no ano judaico; era observada por sete dias, desde o décimo quinto, até o vigésimo segundo dia do sétimo mês. Tinha lugar no fim do ano, quando os trabalhadores no campo estavam reunidos, e era uma das três grandes festividades anuais nas quais, todo homem tinha de estar obrigatoriamente presente (Êx 23:14-17; 34:23; Dt 16:16. Era ocasião de regozijo (Dt 16:14), era uma festa tradicional. E no último dia dessa grande festa, após todos oradores haverem se pronunciado, bem como todos os rituais da lei cumpridos, aí Jesus, o Filho de Deus, põe-se em pé no meio deles e expressa:Se alguém dentre vós tiver sede, venha a mim e beba! (Jo 7:37). Um paradoxo? Não, Jesus estava como que um desconhecido, falando ao Seu povo do Seu Espírito Santo. Devido a essas palavras, surge o questionamento acima. E o prezado amigo já bebeu da água que Jesus oferece ainda hoje? 2. Filipe convivia com Jesus e não o conhecia como devia:"Mostra-nos o Pai, o que nos basta, há tanto tempo estou convosco, e não me tendes conhecido, Filipe"? (Jo 14:8-9). Jesus sabendo das perturbações, pelas quais Seus discípulos passariam, conforta-lhes o coração:
(Jo 14) Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, credes também em mim. Na casa de meu Pai há muitas moradas... vou preparar-vos lugar...
Vocês já sabem o caminho. Tomé: Senhor, nós não sabemos para onde vais! e como podemos saber o caminho? Ao que o Senhor Jesus lhe disse: Eu sou o caminho; e ninguém VEM ao Pai, a não ser por mim. Agora que aparece Filipe dizendo: Senhor, mostra-nos o Pai! Quantas vezes, Deus está falando para Seu povo, mas parece haver um desinteresse.
Ouço tantas pessoas dizerem, ah! eu conheço a Jesus, eu já o tenho aceitado em meu coração, mas, na verdade, ainda não conhece nada, porque, vivem envolvidas com idolatrias, festas mundanas; práticas que não coadunam em nada com a proposta de Deus. Deus que abençoar o homem, na sua família, (Salmos 127 e 128), mas, o respeito para com essa instituição que é divina, tem sido banalizado, através dos que mais projetam na sociedade.
Faça do seu Lar uma extensão da Igreja. Ensine seus filhos a conhecerem o PAI.3. Jesus interroga a Seus discípulos sobre Ele próprio: (Mt 16:13-16):
"E, chegando Jesus às partes de Cesaréia de Filipo, interrogou os seus discípulos, dizendo: Quem dizem os homens ser o Filho do Homem? E eles disseram: Uns, João Batista; outros, Elias, e outros, Jeremias ou um dos profetas. Disse-lhes ele: E vós, quem dizeis que eu sou? E Simão Pedro, respondendo, disse: Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo".
Notemos neste versículo a confusão que os contemporâneos do Senhor Jesus faziam a respeito dEle, mas, para que Sua Igreja fosse fundada, Ele precisava de resposta positiva, como foi a de Pedro: Tu és o Cristo, o Filho do Deus Vivo! Aleluia! Ainda hoje o Senhor Jesus precisa de homens e de mulheres que não façam confusão a Seu respeito, mas, que com convicção e uma fé viva nEle, em qualquer circunstância da vida possa sempre afirmar que Jesus é o Senhor. 4. Os fariseus tinham conhecimento de tudo, menos de Jesus: (Mt 16:1-4):
"E, chegando-se os fariseus e os saduceus para o tentarem, pediram-lhe que lhes mostrasse algum sinal do céu. Mas ele, respondendo, disse-lhes: Quando é chegada a tarde, dizeis: Haverá bom tempo, porque o céu está rubro. E pela manhã: Hoje haverá tempestade, porque o céu está de um vermelho sombrio. Hipócritas, sabeis diferençar a face do céu e não conheceis os sinais dos tempos? Uma geração má e adúltera pede um sinal, e nenhum sinal lhe será dado, senão o sinal do profeta Jonas. E, deixando-os, retirou-se".
Os fariseus e os saduceus, não eram homens incautos, eles tinham conhecimento religioso e secular; conhecia a Lei, artigo por artigo e parágrafo por parágrafo, eles eram homens cultos; pela exposição do Senhor Jesus no versículo em apreço, eles sabiam até quando ia chover; sabiam quando o tempo estaria bom, mas pediam ao Senhor Jesus que lhes desse um sinal do céu! Haveria porventura um outro sinal que superasse, ou pelo menos que equiparasse a presença de Jesus? Claro que não.
Ainda hoje, há os que esquecem da salvação e correm atrás de sinais; acreditam em tudo quanto ouvem, mas deixam de crer no poder de Jesus; pagam caro para ouvir alguém lhes falar algo; e que às vezes acabam ouvindo palavras de maldição. Mas se esquecem das palavras de bênçãos proferidas por Jesus.
Os sinais nunca desapareceram do meio dos servos do Senhor Jesus, sempre esteve e está presente, mas, não é para acontecer como fazem os mágicos. Porque delega o Senhor Jesus em Marcos 16, autoridade para que Seus discípulos peguem nas serpentes, não há necessidade de sairmos por aí pegando cobras para provar o poder de Deus; não há necessidade de sairmos procurando escorpiões para pisarmos neles, mas, se depararmos com serpentes, escorpiões ou com o que quer que seja, Jesus está conosco! Aleluia!
Não há também necessidade de estarmos procurando demônios para ficar discutindo com "eles", mas, se os encontrarmos, os expulsaremos em Nome de Jesus; e em Nome de Jesus, ele tem que desaparecer da vida de uma pessoa interessada em seguir a Jesus.
Nunca vi, e ninguém, nunca verá um SERVO DO SENHOR JESUS ENDEMONINHADO, os demônios são sim audaciosos, mas somente quando Jesus está ausente, somente se lhe abrir a porta. Abra hoje o teu coração para Jesus entrar.5. Em seguida, após a multiplicação dos pães, Seus discípulos o estranhou: (Mc 6:48-51):
"E, vendo que se fatigavam a remar, porque o vento lhes era contrário, perto da quarta vigília da noite, aproximou-se deles, andando sobre o mar, e queria passar adiante deles, mas, quando eles o viram andar sobre o mar, pensaram que era um fantasma e deram grandes gritos. Porque todos o viram e perturbaram-se; mas logo falou com eles e disse-lhes: Tende bom ânimo, sou eu; não temais. E subiu para o barco para estar com eles, e o vento se aquietou; e, entre si, ficaram muito assombrados e maravilhados".
A primeira multiplicação dos pães acontecera. Quando a fome aperta, estando com Jesus dá tudo certo, Ele é o nosso Pastor; e nesse dia que o versículo alude, não foi diferente, as dificuldades chegaram, mas eles estavam com Jesus; é melhor estar com Jesus no deserto, do que na cidade sem Ele.
É melhor estar com Jesus sem recurso aparente, do que com muita riqueza sem Ele. A noite estava se aproximando e falta de pão também se fazia presente; os discípulos como quem ainda não sabiam bem as suas obrigações foram repreendidos pelo Mestre (Mc 6:35-37).
Finalmente, Jesus os obriga a subirem no barco para irem embora, enquanto Ele, ficaria ainda um pouco para oração (Mc 6:45-46) e Jesus viu que eles se fatigavam ao remar, talvez que o pão que haviam comido, ainda estava por digerir. Jesus se aproxima deles andando sobre o mar; era noite; eles não conheceram o Senhor! Assustaram! Pensaram que Jesus fosse um fantasma! E começaram a gritar. De alegria? Não, mas de susto.
Quantos que oram: Jesus, abençoa meu filho; Jesus atende, daí a pouco a pessoa esquece do que Jesus fez. Tributemos ao Senhor a glória que Lhe é devida. Materialmente, quando a pessoa está esquecendo muito as coisas, o médico dá uma solução, receitando certas vitaminas. Mas esquecer de Jesus, não reconhece-Lo, é necessário orar.6. Mas os demônios, os fariseus reconheciam: (Mt 12:22-26):
"Trouxeram-lhe, então, um endemoninhado cego e mudo; e, de tal modo o curou, que o cego e mudo falava e via. E toda a multidão se admirava e dizia: Não é este o Filho de Davi? Mas os fariseus, ouvindo isso, diziam: Este não expulsa os demônios senão por Belzebu, príncipe dos demônios. Jesus, porém, conhecendo os seus pensamentos, disse-lhes: Todo reino dividido contra si mesmo é devastado; e toda cidade ou casa dividida contra si mesma não subsistirá. E, se Satanás expulsa a Satanás, está dividido contra si mesmo; como subsistirá, pois, o seu reino"?
É bom lembrar que o ministério do Senhor Jesus, já estava em plena atividade. Ele já havia desaparecido no Templo, onde Seus pais o encontraram no meio dos doutores, inquirindo-os e sendo por eles inquirido (Lc 2:39-52).
Já havia transformado água em vinho, na festa que comparecera em Caná da Galiléia (Jo 2:1-12).
Entre esses, muitos outros milagres o Senhor Jesus já havia operado. Agora alguém Lhe traz um moço, cego e mudo; e ainda endemoninhado; e o Senhor Jesus o cura; a multidão fica admirada! Não é este o Filho de Davi? Do outro lado os fariseus: Este não expulsa os demônios senão por belzebu, príncipe dos demônios. Jesus conhecendo a incredulidade deles, lhes assevera, mostrando-lhes a razão:
Se satanás expulsa a satanás, está dividido contra si mesmo; como subsistirá pois, o seu reino? (Mt 12:22-29).
Eles reconheciam a satanás no lugar de Jesus! Jesus era como que um incógnito no meio deles.7. Reconheçamos a Jesus hoje: Em (II Tm 4:1-5) nos diz assim a Palavra de Deus:
1 "Conjuro-te, pois, diante de Deus e do Senhor Jesus Cristo, que há de julgar os vivos e os mortos, na sua vinda e no seu Reino,
2 que pregues a palavra, instes a tempo e fora de tempo, redarguas, repreendas, exortes, com toda a longanimidade e doutrina.
3 Porque virá tempo em que não sofrerão a sã doutrina; mas, tendo comichão nos ouvidos, amontoarão para si doutores {ou instruidores} conforme as suas próprias concupiscências;
4 e desviarão os ouvidos da verdade, voltando às fábulas.
5 Mas tu sê sóbrio em {ou em todas as coisas} tudo, sofre as aflições, faze a obra de um evangelista, cumpre o teu ministério".
O apóstolo estava recomendando: pregues a tempo e fora de tempo, tendo em vista a facilidade que o povo tinha em se esquecer de Deus. Ainda que nos últimos dias (referindo-se ao tempo em que vivemos hoje) apareceriam falsos pastores, falsos obreiros, que apascentariam o rebanho segundo o seu ponto de vista, segundo o seu raciocínio radical, desviando o povo de uma crença genuína.
Cumprir a obra de um evangelista, é fazer viva a mensagem do Senhor Jesus na mente das pessoas. Cumprir o ministério de um evangelista, é não vacilar, é se manter firme, no propósito para o qual Deus o chamou.
É muito comum nestes últimos dias, homens que se apresentam como pregadores, mas que na verdade suas malévolas mensagens estão inspiradas em São João 8:44; e cantores, que usam os púlpitos das Igrejas, com músicas de dupla conotação (as vezes, carnal e as vezes diabólica) sodomitas e são reconhecidos, pleiteando por serem aceitos incólumes, afastando da Igreja, aquEle que a comprou com o Seu sangue, JESUS CRISTO, O SENHOR.

Nenhum comentário:

Postar um comentário